Como acertar a viscosidade de shampoos e sabonetes

Como acertar a viscosidade de shampoos e sabonetes
Como corrigir a viscosidade de xampus e sabonetes líquidos
Como espessar xampus e sabonetes

viscosidade

viscosidade

Como engrossar shampoos e sabonetes líquidos
Na produção de produtos cosméticos baseados em tensoativos, sempre temos que acertar a viscosidade do produto no final do processo produtivo. Sabonetes líquidos e shampoos no final do processo de manipulação sempre ficam com o aspecto “aquoso”, o que deixa a desejar em se tratando do apelo estético, além disso, um produto com viscosidade baixa escorre pelas mãos, dificultando sua aplicação nos cabelos e no corpo.
Para muitas pessoas, um shampoo “ralo” representa um produto de baixa qualidade, pois parece que o produto faz pouca espuma e é de baixo rendimento. No entanto, nem sempre é assim. Um shampoo “ralo” pode significar que ele contém menos espessantes no acerto da viscosidade. Geralmente, os shampoos já contêm substancias espessantes na sua composição, mas em quase todos os shampoos e sabonetes é utilizado um espessante especifico para o acerto da viscosidade no final do processo produtivo.
No espessamento dos shampoos e sabonetes líquidos o espessante mais utilizado é o Cloreto de sódio, Cloreto de sódio nada mais é do que o popular “sal de cozinha” que utilizamos todos os dias. No entanto, para ser utilizado em cosméticos, o Cloreto de sódio deve ser especifico para isso, dentro das qualidades necessárias para o seu uso no espessamento de produtos de uso cosmético. O Cloreto de sódio deve ser isento de aditivos para que não venha a interferir negativamente no produto final.
Acerto da viscosidade / Espessamento de shampoos e sabonetes líquidos
No final do processo de manipulação dilui-se uma quantidade de cloreto de sódio em Água deionizada e vai adicionando aos poucos e sob agitação até obter a viscosidade desejada. Durante esse processo retira-se pequenas amostras e faz a verificação da viscosidade pelo aparelho chamado de viscosímetro. Existem vários tipos de viscosímetros:

Copo Ford para Viscosidade
Aparelho é utilizado nas determinações rápidas e genéricas da viscosidade cinemática.
Serve para verificar viscosidade de vernizes, tintas, resinas, xampú, creme rinse etc.

Viscosímetro Brookfield
Para verificar viscosidade de shampoos, sabonetes líquidos, géis, etc.

Viscosimetros

Viscosimetros

A quantidade de sal não pode passar da quantidade necessária, visto que muito sal tende a “ralear” o shampoo ou sabonete liquido, isso acontece devido aos tensoativos presentes na formulação “aceitarem” até uma determinada quantidade de sal, promovendo o espessamento, quando a quantidade de sal passa dos limites ocorre o efeito contrário e o sabonete ou shampoo fica “ralo”, aquoso e com o aspecto esbranquiçado.

Caso isso venha a acontecer será necessário adicionar mais um pouco de tensoativo até que o shampoo ou sabonete liquido perca o aspecto esbranquiçado, voltando a ficar transparente novamente. Caso a viscosidade ainda esteja baixa, adicione mais solução de Cloreto de sódio em Água deionizada, mas aos poucos e sob agitação.
Shampoos transparentes podem ficar com viscosidades baixas / intermediarias, mas shampoos e sabonetes perolados com agentes doadores de brilho perola necessitam de viscosidades maiores para que não haja a sedimentação das partículas do agente perolizante no fundo do frasco. Os shampoos e sabonetes perolados devem ficar com viscosidade mínima de 2500 CPS, entretanto viscosidades entre 3000 e 4000 CPS são recomendadas.

Shampoos e sabonetes também podem ser espessados com Hidroxietilcelusose ou polímeros específicos, mas o Cloreto de sódio ainda é o espessante mais utilizado em shampoos, sabonetes líquidos e banhos de espuma.

Fórmulas grátis e dicas:
Como fazer desinfetante de eucalipto
Como fazer shampoo para cabelos normais
Como corrigir / acertar o pH de shampoos e sabonetes
Como acertar a viscosidade de shampoos e sabonetes
Como fazer detergente liquido lava louças

17 Comentários

  • Poliana disse:

    gostaria de saber se vc tem uma tabela para termos uma referencia em relação ao tempo escoamento para determinarmos a viscosidade de um shampoo. ex: 2mim de escoamento viscosidade boa ou 1 mim de escoamento viscosidade media

    • admin disse:

      Olá Poliana!
      Desculpe, não disponho dessa tabela, mas pode ser que os revendedores do viscosímetro podem te ajudar.
      No caso do viscosímetro tipo Brookfield, a verificação da viscosidade é bem mais fácil.
      Caso você tenha algum amigo que possua o viscosímetro tipo Brookfield, ou alguma escola técnica onde possa utilizar o aparelho, você pode verificar a viscosidade de um shampoo disponível no mercado e depois verificar o tempo de escoamento no viscosímetro Copo Ford.

      Obrigado pela visita!

  • camile disse:

    Olá, existe uma tabela para quantidade de viscosidade em CPS para shampoos perolados, normais etc?

    • José Marcos disse:

      Camile
      Os shampoos perolados devem ficar com viscosidade acima de 2500 cps, viscosidade muito baixa vai fazer que as partículas do agente perolizante se depositem no fundo do frasco do shampoo.
      Para shampoos normais, sem ser perolados a viscosidade pode ser menor.
      No entanto, se o shampoo tiver agentes que precisam ficar suspensos no shampoo, como agentes anticaspa por exemplo, a viscosidade também deve ser acima dos 2500 cps.

  • rose disse:

    Olha, vc me deu uma grande Luz aqui. Achei que tinha perdido minha receita. Agradeço muito.

  • Miguel Ângelo disse:

    Quais os ESPESSANTES mais utilizados para DETERGENTES LÍQUIDOS.
    NaCl (Cloreto de Sódio) está em desuso.

    • José Marcos disse:

      Miguel
      O Cloreto de sódio ainda é muito utilizado em detergentes líquidos, por ser um espessante barato.
      Além do Cloreto de sódio, pode se utilizar a Hidroxietilcelulose e o espessante acrílico para detergentes.

  • Filipa Calado disse:

    Como podemos conseguir viscosidade num shampoo com pH 1 ?

    • José Marcos disse:

      Filipa
      Eu nunca fiz um teste com o cloreto de sódio em shampoo com o pH 1, procure fazer um teste para verificar.
      Pode se também testar a Hidroxietilcelulose no espessamento.

      No entanto, shampoo para cabelos com pH 1 pode causar problemas no couro cabeludo.

  • Antonio Machado disse:

    estás a produzir um shampoo ou um depilatório ph 1 ???

  • Boa noite!
    É possível informar algum espessante para ser utilizado em sacarose (açúcar liquido).

    • José Marcos disse:

      Gessé
      Se a sacarose for para uso alimentício deve se utilizar espessantes para esse fim, pois alguns podem ser perigosos se ingeridos.
      Alguns espessantes de uso alimentício são a Goma Guar, goma xantana, Carboximetil Celulose (C.M.C).
      Deve-se fazer testes para ver como vai ficar o resultado final.

  • Simone Reis disse:

    Boa noite, José Marcos!
    Não consigo fazer com que meu shampoo fique bem viscoso. Sem cloreto, com cloreto de sódio, com MIRJ. Já perdi vários litros, mesmo acrescentando mais lauril, quando há sal na composição. O que pode estar errado? Aguardo sua ajuda. Abraços.
    Adoro seu canal.

    • José Marcos disse:

      Simone
      Para que um shampoo responda bem no acerto da viscosidade ele precisa ter pelo menos uns 15% de tensoativo que tenha a função de ser espumante no shampoo, entre os tensoativos mais utilizados como espumante esta o Lauril éter sulfato de sódio. Shampoos com 15% de Lauril éter sulfato de sódio já apresentam um bom incremento de viscosidade com cloreto de sódio.
      O Cloreto de sódio deve ser adicionado no final do processo de fabricação e com o pH do shampoo já corrigido e dentro da faixa de pH indicada. O Cloreto de sódio deve ser adicionado sempre aos poucos e sob agitação, na medida em que ele é adicionado há um aumento na viscosidade.
      No entanto, o shampoo suporta até uma determinada quantidade de Cloreto de sódio, se essa quantidade de Cloreto de sódio é ultrapassada ocorre efeito contrario, ou seja, o shampoo tende a ralear em vez de engrossar.

      A quantidade de cloreto de sódio sofre alteração dependendo de cada formulação, pois a quantidade utilizada depende da quantidade de tensoativos presentes na formulação.
      Mesmo que o seu shampoo raleou depois de adicionar o Cloreto de sódio é possível reverter, ao adicionar mais um pouco de Lauril éter sulfato de sódio é possível retomar o processo de acerto da viscosidade adicionando pequenas quantidades de Cloreto de sódio. Para isso faça um teste retirando 1 litro do shampoo e adicione uns 5% de Lauril, depois veja se ele tende a engrossar ao adicionar solução de cloreto de sódio diluído em água. Fazendo testes você consegue ver as quantidades de Lauril e Cloreto de sódio necessárias para acertar o lote todo.
      Problemas em formulações cosméticas tendem a aparecer até mesmo para pessoas experientes, eu mesmo já encontrei Lauril éter que não espessava, sendo um problema na manteria-prima. E mesmo em produções industriais ocorrem problemas no acerto da viscosidade.
      Então não desanime, vai fazendo testes que você encontra onde esta o erro do shampoo não engrossar.

      Vou publicar uma formula de shampoo bem simples e com a quantidade de cloreto de sódio já descrita na formula do shampoo, depois dê uma olhada nos últimos artigos publicados.

      O Mirj somente promove espessamento se o shampoo for feito no processo com aquecimento, no processo de fabricação à frio ele não oferece resultados satisfatórios.
      Existe também a opção de não adicionar Cloreto de sódio no shampoo, nesse caso o espessamento seria feito com o Hidroxietilcelulose. Nesse processo primeiramente se faz o gel de Hidroxietilcelulose com água e depois se vai adicionando os outros componentes da formula do shampoo. O gel de Hidroxietilcelulose pode ser feito à frio mediante agitação constante até a formação do gel, ou pelo processo à quente, onde o Hidroxietilcelulose na água é aquecida até a formação do gel e depois deixa em repouso até esfriar para depois adicionar os componentes restantes.

      Para o shampoo com Hidroxietilcelulose é necessário fazer pequenos testes para determinar a quantidade necessária para espessar o shampoo, quantidades em torno de 0,5% podem ser as iniciais para fazer os testes. Abaixo esta uma formula com Hidroxietilcelulose disponível em outro site meu:
      Formula shampoo com Hidroxietilcelulose sem adição de sal

  • Simone Reis disse:

    Muito obrigada, José Marcos!
    Consegui fazer o shampoo com adição de sal. Ficou ótimo! Acho que poderia deixar os cabelos um pouco mais fáceis de pentear, mas com a sua fórmula de condicionador, ficam lindos.

    • José Marcos disse:

      Simone
      Para que o shampoo deixe os cabelos condicionados e mais fáceis de pentear você pode adicionar poliquaternium 7. A Lanolina etoxilada também é emoliente para cabelos, especialmente para shampoos para cabelos secos.

  • sergio disse:

    como eu faço par deixa o metasil mais viscoso??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *